segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Foi Assim que Cheguei na IURD.Parte 1 de 7.


Foi assim que cheguei na IURD do bairro do Brás em São Paulo,aos cacos e com um único pensamento"Eu não posso sair daqui da mesma maneira que  entrei."

E graças a Deus foi isso que aconteceu! eu ouvia falar muitas coisas negativas da IURD mas,a questão para mim naquele momento era a seguinte"Existe um Deus,esse Deus tem mudar essa situação!"Foi nessa fé que entrei na catedral do Brás e logo ao entra eu percebi que o "clima" ali era diferente,eu não sei o que era e o que tinha de diferente mas,aquela igreja não era como as outras e isso eu pude comprovar mais adiante.

A igreja estava lotada e eu havia acompanhado minha irmã Rosana de Oliveira naquele dia,minha irmã já era  firme e também antes de chegar a IURD tinha uma vida muito conturbada e cheia de dúvidas.Era um dia de quarta-feira,aproximadamente ás 15:15 da tarde,pois,quando chegamos o culto já havia começado e o pastor tinha convidado algumas pessoas a ir a frente do altar.

Me lembro como se fosse hoje,a mais ou menos 06 anos atrás.O pastor que realizava o culto eu não poderia esquecer o nome dele,porque também mais adiante abençoaria uma das áreas ou se não a mais importante depois da nossa salvação,a vida sentimental.Pastor Claudene Conte levava o culto com muita fé e disposição para abençoar aqueles que estavam ali presentes mas,no meu caso era mais do que ser abençoado,eu precisava ser livre daquele angústia e tormento dentro de mim,precisava de orientação...salvação...e não tinha tempo a perder,a IURD era a última porta que eu entraria como um "morto vivo" para sair dali definitivamente morto,ou,definitivamente vivo!


Continua...

Nenhum comentário:

Videos

Loading...
Ocorreu um erro neste gadget

PREVISÃO DO TEMPO