quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

"O Testemunho - Parte 6"

Márcio Miguel de Oliveira Silva,esse era o nome de Pavio,não te lembra alguém? sim,sou eu mesmo,eu sou esse personagem real,dessa história que a partir de agora,deixa de ser uma narração em terceira pessoa(personagem) e passa a ser narrada como um verdadeiro Testemunho.


Na verdade Rodrigo era o nome dessa minha amizade na época,mais ele era mais conhecido como "Tripinha",esse era o nome  que todos o conheciam.Após a minha amizade com ele,eu comecei a deixar a inocência que tinha em mim,para abrir  espaço a maldade dentro do meu coração.Tripinha morava em uma das ruas mais temida do bairro onde eu morava,a gangue qual ele pertencia  era a mais maldosa e cruel.do bairro,eu fiquei sabendo isso pela minha turma e logo corri em direção da rua mais perigosa,sem saber o que esperava por mim,eu precisava resolver esses "maus entendidos" e só tinha uma chance de fazer isso,entrar na rua perigosa e saber com quem e aonde eu estava pisando.
Quando cheguei na rua,logo avistei o "Tripinha" fumando um cigarro de maconha,tentei voltar,mas ele me viu e gritou"olha quem chegou rapaziada,meu "amigo Márcio,chega mais malandro.disse ele para os demais que estavam ao seu redor".Me aproximei do bando,parecia um filme,estava diante de uma boca de tráfico,várias pessoas usando drogas,uns comprando e outros vendendo,o ritmo era alucinante,senti pavor,parecia que algo ruim iria acontecer,foi quando Tripinha disse outra vez" esse aqui é meu "parceirão",tá junto com agente,é da "casa" agora, moleque é firmeza!".diz ele com um tom de prazer na voz.Todos apertavam a minha mão,cada um do seu jeito,o envolvimento com o mal parecia cada vez mais forte na minha vida.


Os planos do diabo estavam começando a ser traçados,a minha vida começando a ser destruída,mas eu ,sem perceber,ia caindo no seu jogo sujo e fazendo um caminho que nem eu mesmo sabia se era certo...






CONTINUA...

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

O Testemunho - Parte 5

A amizade celada entre Rodrigo e Pavio deu início a uma nova facção,uma turma que mais tarde viraria o bairro de cabeça pra baixo,com brigas,guerras e mortes,muitas mortes.


Fora da escola os dois amigos eram inseparáveis,Pavio era mais calmo e observador,Rodrigo,agitado e estrategista,todos os planos maldosos eram tramado por ele,mas a maioria executados por Pavio.
A cada dia que passava a "amizade" crescia e Pavio revelava seus segredos ao seu novo amigo,a turma de Pavio percebeu que o rapaz se afastava cada vez mais deles e viram que era por causa da amizade nova que Pavio tinha adquirido,a turma o convocou para uma reunião e disseram" Você sabe com quem está andando?pergunta um dos integrantes da turma." Pavio risonho responde" É claro que sei,conheci na escola e o nome dele é Rodrigo".responde Pavio."
O que pavio não sabia é que a turma já sabia quem era Rodrigo antes dele,o rapaz chamado Rodrigo na verdade ocultava um apelido,todos no bairro o conheciam como...


A partir do próximo capítulo, você conhecerá a história real de todos os personagens,seus nomes,apelidos e seus destinos.Qual é o apelido de Rodrigo? Qual é o nome de Pavio,qual seria a facção que atormentou o bairro?


Essa e outras respostas serão reveladas,"O TESTEMUNHO" começa AGORA!






CONTINUA...

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

O Testemunho - Parte 4

Pavio,esse era o apelido dado pela turma,o apelido se encachou direitinho com o passar do tempo,o menino inocente,deu lugar a um adolescente nervoso e de pavio curto,pronto a cometer qualquer injustiça movida pelas amizades e idéias que o diabo sempre lhe soprava.Aos 15 anos de idade experimentou seu primeiro baseado,a "euforia" tomou conta de toda a turma ao ver Pavio usando maconha sem muita experiência ainda,mas com muita dedicação,que aliás,era uma marca sua,dedicação e força era o que Pavio tinha de melhor,tudo que ele fazia era com força e muito empenho.O uso daquele cigarro de maconha foi como um "batismo" para confirmar a entrada de vez naquela turma,não gostou nada do cigarro,parecia amargo e muito forte,o gosto ficou em sua boca por um longo tempo,até que numa saída com a turma para a  praia,conheceu um método melhor para acompanhar o vício da turma que andava,a bebida.


Enquanto a turma nas noites usava drogas e lança perfumes,pavio preferia vinho,cerveja,batidas e tudo aquilo que o deixasse com a "sensação de bem estar".Era notório sua "consideração" na turma,em tudo ele era acionado,nos furtos na praia,nos pequenos assaltos em mercados,nas brigas contra turmas rivais,enfim...ele estava envolvido  em tudo,a diferença dele para os outros integrantes,era um pingo de bondade que ainda restava em seu coração,tudo que Pavio fazia era movido pela emoção,para ele era uma aventura,diversão,mas para quem estava por trás de tudo isso,era sério,cruel e sem volta.


Na escola agora com 15 anos,era diferente a sua atuação,não era mais medroso e sim corajoso,enfrentava os outros alunos sempre confiando na sua turma,a maioria dos alunos preferia na arrumar confusão com ele,afinal,a gangue de pavio era a mais conhecida e perigosa do bairro,não mais conhecida e perigosa do que a de Rodrigo,garoto que pavio acabará de conhecer,o aperto de mão dado por rodrigo era normal no mundo de Pavio,mas sobrenatural,para o dono desse mundo.






CONTINUA...

domingo, 25 de dezembro de 2011

O Testemunho - Parte 3

17:30,hora de enfrentar o medo,o sinal do término de aula toca,o barulho é muito alto e se mistura com o som das crianças gritando eufóricas para ver seus pais,ao contrário do menino que por forçar sua mãe a leva-lo a escola,não podia agora contar com ela que se encontrava atarefada com os serviços em casa.


Da parte de dentro do portão da escola ,ele avistou o aluno encrenqueiro com quase 15 alunos junto com ele,eles fechavam totalmente a saída da escola e gritavam em uma só voz" vai morrer,vai morrer...vai morrer!"
O pensamento que o menino tinha era um só"eu preciso passar por ali".E como um louco saiu em disparada,correndo com a única esperança de sair daquela situação e se possível,vivo.


E foi o que aconteceu...saiu machucado e com dores,porém vivo.Mas a vida  ainda lhe reserva-va  muitos corredores de morte,que o menino teria que passar para se transformar no...TESTEMUNHO.


Sete anos se passaram,agora com 14 anos o menino estava perto de entrar para um caminho muito perigoso,chamado adolescência.Já não queria mas brincar em casa sozinho,precisava de companhia,precisava de"amigos" para se divertir e aproveitar tudo que o mundo tem para oferecer,não foi muito difícil para encontrar amizades,logo na esquina de sua casa havia uma turma de garotos que se reuniam  quase todos os dias em um bar,do pai do garoto mais magro da turma,ridicularizado por todos e motivo de muito apelidos e gargalhadas por parte do bando.


O novato é apresentado,todos o recebem muito bem,em pouquíssimo tempo ele conquista a amizade e confiança do bando de garotos,magro,negro e alto,ligeiro com a bola nos pés,olhos atentos e desconfiados,logo recebe um apelido da turma.Começa agora,a trajetória do menino que se chamava,,,






Continua...

sábado, 24 de dezembro de 2011

O Testemunho - Parte 2

Já no primeiro dia de aula fica notório que sua trajetora não vai ser nada  fácil,sentado na cadeira da segunda fileira do lado direito da sala de aula,tudo parece estar calmo agora,o medo e a ansiedade parece não mas domina-lo,tudo parece estar sobre controle,todos os alunos já estão dentro da sala,quase todos,pois ainda faltava um.

Alto,branco e magro,faixa preta no karatê,um dos alunos mais temido e encrenqueiro da escola,essas são as principais características do aluno que acabava de entrar pela porta da sala de aula,logo ao entrar vai direto para o seu lugar,que parece estar ocupado pelo novo aluno.Imediatamente ele faz uma pergunta ao novo aluno,"Quem mandou você sentar ai?" o novato com medo não responde,uma segunda pergunta é feita"Tudo bem,me responde essa então,você tem coragem de me enfrentar? O silencio toma conta da sala de aula....a professora na porta conversando com a merendeira não percebe nada, o silencio de pelo menos 1 minuto é rompido e a fala tremula do menino solta a resposta..." Eu...eu.. não sei se...se.. tenho coragem de te bater"

Resposta mal interpretada,o encrenqueiro responde imediatamente"Então agente se vê na hora da saída seu banana!".

Suor,nervosismo,medo,a história que parecia tão inocente e amadora,começa a ter uma trajetória sobrenatural.

Continua....

O Testemunho - Parte 1

Vou contar aqui uma história verídica  muito forte,que eu chamo de " O Testemunho" essa história me ajudou bastante e ajudará você também, a se levantar contra o inferno,a pessoa desse testemunho venceu o diabo e seus demônios,você vencerá também!e alcançará o Espírito de vida,Acompanhe essa história até o final do Jejum de Daniel e seja cheio Espírito do Altíssimo. 

Meados de 1992,ele chega a sua nova cidade,aos 7 anos de idade trás dentro de si uma inocência muito grande,apesar de seu pai e sua mãe não possuir uma situação econômica muito boa,ele tem uma ótima educação e gosta muito de estudar,sua matéria preferida? português e  educação física.
A ansiedade pelo primeiro dia de aula o domina,sente medo,vergonha,não quer ir sozinho pra escola e a mãe ocupada com os afazeres não tem tempo para levá-lo,mas mesmo assim deixa a casa e leva-o para escola.No caminho um aperto no coração,a cada passo vem chegando a hora da mãe o deixar,o sinal toca,é hora da despedida,um leve beijo na bochecha e tchau,chegou a hora do menino  começar a andar sozinho...


Continua...


quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Carta das Profundezas - Final


Caro Aprendiz Uxe,
Uma das minhas pacientes parou de orar por causa de algo que cometeu na semana passada. Essa paciente costumava me ser muito útil há alguns anos atrás, antes de começar a seguir o INIMIGO. Ela costumava levar outras jovens para o mau caminho, levando-as pra clubes noturnos, onde dançavam a noite inteira enquanto bebiam e se envolviam com homens diferentes. Ela era uma das minhas pacientes favoritas, mas como tudo tem que sofrer interferência do INIMIGO, ela começou a questionar a sua própria vida e a perceber que não tinha objetivos – eu odeio quando eles questionam as coisas... Se eles apenas agissem impulsionados pelas suas emoções, as coisas seriam bem mais simples para nós!
Bem, essa paciente começou a frequentar a igreja ocasionalmente. Ela já tinha sido convidada por parentes havia alguns anos, e agora resolvera fazer uma tentativa – afinal de contas, as dores de cabeça constantes e as dívidas estavam lhe oprimindo demais. Eu sabia que tinha que ir mais devagar e que não deveria lhe causar tantos problemas, mas era tão tentador vê-la chorar que não pude resistir. Então, ela começou a frequentar a igreja mais vezes, passou a fazer correntes de oração – que estranho! Uma pessoa que arrastava tantas outras jovens para o inferno agora fica orando como uma santinha!
Foi aí que eu entrei! Eu sabia que se ela continuasse assim, eu iria acabar lhe perdendo; por isso, fiz com que um de seus ex-namorados, aquele que ela mais gostava, ligasse para ela na semana passada. Ela ficou muito excitada ao ouvir a sua voz – agora imagine o quanto eu fiquei excitado! Eles saíram e ela acabou caindo no pecado com ele. No dia seguinte, ela estava completamente arrasada. Ela se sentiu a pior mulher do mundo; e, para piorar a situação, ele ainda lhe disse que ia se casar e que tudo não havia passado de uma despedida de solteiro. Ela ficou arrasada. Por isso, ela parou de vez de orar e de ir para à igreja. Domingo passado, ela dormiu até tarde de tanta ressaca da noite anterior.
Se você conseguir que o seu paciente peque, ele então fará o resto por você é muito simples. Observe que os seres humanos são facilmente afligidos pelo sentimento de culpa – o que os prejudica bastante. Quando eles se sentem culpados, não fazem simplesmente nada para que a sua situação mude. Por isso, acabam cometendo o mesmo erro novamente e abandonando a ideia de se consertarem.
Esses humanos... Tão inteligentes e, ao mesmo tempo, tão estúpidos!
Atenciosamente,
Apolion,
Chefe de Legião
(Baseado no Livro “Screwtape Letters” por C.S. Lewis)

Carta das Profundezas


Caro Aprendiz Uxe,
Dei boas gargalhadas quando ouvi seus comentários em nossa ultima conferencia internacional de todos os anos. No inicio, não quis acreditar, mas depois percebi que estava levando mesmo a sério a sua opinião acerca dos pontos fracos do ser humano. Você realmente acredita que a fraqueza do homem está no seu orgulho? Eu sei que, de fato, o orgulho leva ao fracasso, não me entenda mal – afinal de contas, nós demônios sabemos muito bem disso! Contudo, o orgulho é apenas uma consequência; não pode ser considerado como a fonte da fraqueza.
A fraqueza do ser humano sempre foi ele mesmo. Orgulho, lascívia, imoralidade e todas as demais coisas que nos fortalecem são apenas consequência da incapacidade do homem de manter o seu interior puro. Não que ele tenha que ser perfeito, pois sabemos que isso não existe, mas o ser humano tem tudo para ser bem-sucedido e ser o que quiser se tão somente entendesse qual é a sua fraqueza e trabalhasse para vencê-la.
Veja, meu caro amigo aprendiz, que você e eu temos visto homens cuja força tem nos vencido facilmente. E por quê? Porque esses homens reconheceram as suas fraquezas e passaram a depender d’Aquele que é Maior do que nós. Você sabe o INIMIGO. Uma vez que eles vivam segundo o que ELE diz, estamos perdidos! Não importa o quão fraco eles pareçam ou o quão pouco eles saibam, esses homens são imbatíveis, infelizmente.
O INIMIGO lhes concede com uma força extraordinária, capaz de sobrepujar as suas fraquezas e fazê-los como verdadeiras tochas de fogo. Eu mesmo já vi e vivi essa amarga experiência, e posso afirmar: é difícil até mesmo respirar perto desses homens! Os seus olhos nos queimam num relance e qualquer coisa que falam acontece. Uma vez, eu tive uma experiência horrível, que eu até não preferia comentar, mas para que você possa entender com mais clareza, vou lhe contar. Para você ter ideia, eu cheguei a ficar de joelhos, sendo queimado por uma multidão, só porque estava trabalhando na vida de uma das minhas pacientes – ela era minha, fazia a minha vontade e, por isso eu tinha direito de estar na vida dela! Mas não! Uma vez que eles decidiram que eu tinha que sair, eu fui arrancado da vida dela sem explicações. Eu me senti tão envergonhado que decidi até me esconder por uns dias. É obvio que todas as vezes que a minha paciente fazia a minha vontade eu retornava, levando comigo mais 7 colegas meus – como manda a regra, você sabe.
Uma vez que eles recebam a força do INIMIGO dentro deles, não há nada que possamos fazer, a não ser esperar que eles decidam por si mesmos fazer aquilo que é errado – é aí então que recomeçamos o nosso trabalho. Mas isso não acontece com tanta frequência, afinal, somente os tolos são capazes de trocar uma vida de sucesso por minutos de prazer!
Atenciosamente,
Apolion,
Chefe de Legião
(Baseado no Livro “Screwtape Letters” por C.S. Lewis)
Continua...

Carta das Profundezas - Parte 11


Caro Aprendiz Uxe,
Dei boas gargalhadas quando ouvi seus comentários em nossa ultima conferencia internacional de todos os anos. No inicio, não quis acreditar, mas depois percebi que estava levando mesmo a sério a sua opinião acerca dos pontos fracos do ser humano. Você realmente acredita que a fraqueza do homem está no seu orgulho? Eu sei que, de fato, o orgulho leva ao fracasso, não me entenda mal – afinal de contas, nós demônios sabemos muito bem disso! Contudo, o orgulho é apenas uma consequência; não pode ser considerado como a fonte da fraqueza.
A fraqueza do ser humano sempre foi ele mesmo. Orgulho, lascívia, imoralidade e todas as demais coisas que nos fortalecem são apenas consequência da incapacidade do homem de manter o seu interior puro. Não que ele tenha que ser perfeito, pois sabemos que isso não existe, mas o ser humano tem tudo para ser bem-sucedido e ser o que quiser se tão somente entendesse qual é a sua fraqueza e trabalhasse para vencê-la.
Veja, meu caro amigo aprendiz, que você e eu temos visto homens cuja força tem nos vencido facilmente. E por quê? Porque esses homens reconheceram as suas fraquezas e passaram a depender d’Aquele que é Maior do que nós. Você sabe o INIMIGO. Uma vez que eles vivam segundo o que ELE diz, estamos perdidos! Não importa o quão fraco eles pareçam ou o quão pouco eles saibam, esses homens são imbatíveis, infelizmente.
O INIMIGO lhes concede com uma força extraordinária, capaz de sobrepujar as suas fraquezas e fazê-los como verdadeiras tochas de fogo. Eu mesmo já vi e vivi essa amarga experiência, e posso afirmar: é difícil até mesmo respirar perto desses homens! Os seus olhos nos queimam num relance e qualquer coisa que falam acontece. Uma vez, eu tive uma experiência horrível, que eu até não preferia comentar, mas para que você possa entender com mais clareza, vou lhe contar. Para você ter ideia, eu cheguei a ficar de joelhos, sendo queimado por uma multidão, só porque estava trabalhando na vida de uma das minhas pacientes – ela era minha, fazia a minha vontade e, por isso eu tinha direito de estar na vida dela! Mas não! Uma vez que eles decidiram que eu tinha que sair, eu fui arrancado da vida dela sem explicações. Eu me senti tão envergonhado que decidi até me esconder por uns dias. É obvio que todas as vezes que a minha paciente fazia a minha vontade eu retornava, levando comigo mais 7 colegas meus – como manda a regra, você sabe.
Uma vez que eles recebam a força do INIMIGO dentro deles, não há nada que possamos fazer, a não ser esperar que eles decidam por si mesmos fazer aquilo que é errado – é aí então que recomeçamos o nosso trabalho. Mas isso não acontece com tanta frequência, afinal, somente os tolos são capazes de trocar uma vida de sucesso por minutos de prazer!
Atenciosamente,
Apolion,
Chefe de Legião
(Baseado no Livro “Screwtape Letters” por C.S. Lewis)
Continua...

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Carta das Profundezas - Parte 10



Caro Aprendiz Uxe,
Se existe uma coisa capaz de fazer com que as pessoas percam a autoestima e se sintam diminuídas, ela se chama complexo de inferioridade. Os seres humanos sempre se acham inferiores e desmerecedores de uma vida feliz e abundante – o que facilita em muito o nosso trabalho.
Tenho procurado incessantemente uma maneira de reverter à decisão que uma das minhas pacientes tomou, de seguir i INIMIGO, para, só agora descobrir que a resposta esteve ali o tempo todo: O seu complexo de inferioridade. Ele nunca se acha boa o suficiente, embora faça tudo conforme aquele livro. Há sempre aquela sensação de que falta alguma coisa para que então ela alcance a perfeição – o que, eu e você sabemos, é impossível, pois as pessoas não são perfeitas. Eu tenho a mais absoluta certeza de que elas sabem disso, mas na verdade não querem admitir!
Eu acho que a minha paciente esta entrando numa batalha sem fim, que me dará o prazer de possuir a sua alma novamente; contudo, alguns de meus colegas acham que ela pode acabar chegando ainda mais perto do INIMIGO, me deixando para trás. Eu sei que essa possibilidade existe, mas as chances disso acontecer são muito remotas.
Veja que, quanto mais uma pessoa tenta e falha, menos ela acredita em si mesma. Isso nos dá uma enorme vantagem, pois assim podemos atormentá-la mais facilmente com pensamentos malignos sobre si mesmos e sobre o seu paciente, por isso acho que essa informação pode lhe ajudar muito. Faça-o sentir inadequado na igreja, desmerecedor de qualquer oração, etc.
A esposa dele, por outro lado, parece estar cada vez mais perto do INIMIGO. Eu ouvir dizer que ela está até LHE servindo! O que isso significa? Como você pode deixar isso acontecer bem debaixo do seu nariz? Bem, eu sei que você não foi o único responsável por isso; Afinal de contas, Machabi desistiu dela; sem contar com o fato de que vocês deveriam estar trabalhando juntos! Aliás, por várias vezes ele me disse que você detesta trabalhar com ele e que nunca se importou com a situação de seus pacientes.
Você deve estar ciente de uma coisa: Uma vez que você perdeu a esposa, o marido irá segui-la e você acabará perdendo o seu paciente. Não subestime o poder de uma mulher na vida de um homem, especialmente quando ela tem uma fé imbatível no INIMIGO.
Atenciosamente,
Apolion,
Chefe de Legião
(Baseado no Livro “Screwtape Letters” por C.S. Lewis)
Continua...

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Carta das Profundezas - Parte 9



Caro Aprendiz Uxe,
Ouvi dizer que seu paciente está de “férias”. Férias da igreja e de todas as atividades em que costumava participar, só por causa das constantes acusações na sua mente... Estou orgulhoso de você! Este é o primeiro passo para a queda de um cristão. Uma vez que ele deixa de usar a sua fé, ele está fracassado!
É engraçado como essas criaturas ignorantes pensam que vão parecer menos hipócritas ao se afastarem das atividades espirituais por um tempo! São exatamente essas coisas que os mantêm vivos! Que raça estúpida! Eu sinceramente não sei o que o INIMIGO vê nesses seres terrenos... Porém, uma coisa é certa: A maior parte deles nos pertence!
Você sabia que alguns deles até deixam de fazer o bem por completo por causa de um erro que cometeram? Eles desistem de si mesmo facilmente – ao contrário do INIMIGO, que não desiste deles nunca. Esse sim deveria abandoná-los de uma vez! Se não fosse pelas almas deles, com certeza já teríamos desistido... Mas todas as vezes que penso em todas as almas que conquistamos até hoje e as vejo queimando no inferno, só esperando pelo lago de fogo,,, Tenho certeza de que valeu a pena ter perseverado!
Isso me faz lembrar um detalhe: Você deve fazer o seu paciente se sentir confortável durante esse período de “férias”. Lembre-se de que a esposa dele não está por perto e que parece estar íntima do INIMIGO. Ouvi comentários de que ela é osso duro de roer. Talvez ela já esteja fora do nosso alcance... Mas nunca é tarde para tentar!
Eles estão fazendo mais umas daquelas “campanhas” na igreja dela – a qual sempre nos causou muito prejuízo. Eu, por exemplo, já perdi alguns pacientes através dessas campanhas. Aparentemente, eles as utilizam para colocar a fé das pessoas em ação, e como todos sabem isso é extremamente prejudicial para nós. Especialmente pelo modo como eles participam dessas campanhas – eles não apenas usam a fé, mas também se entregam por inteiro ao INIMIGO. Eu os odeio! O pior de tudo é que, não importa quantos dos meus pacientes eu enviei para criticá-los, eles participam mesmo assim. Eu já tentei de tudo, já usei todo tipo de argumento, mas sempre tem aqueles que insistem em participar.
Contudo, eu seria injusto se dissesse que essas campanhas são sempre negativas para nós. Devo dizer que muitas delas têm sido a causa número um de ganharmos de volta alguns de nossos antigos pacientes. Só precisamos enfatizar a questão do sacrifício e pronto! Você sabe como esses seres humanos odeiam sacrifício!
Não perca seu paciente de vista. Ela já esta participando desta campanha.
Atenciosamente,
Apolion,
Chefe de Legião
(Baseado no Livro “Screwtape Letters” por C.S. Lewis)
Continua...

domingo, 18 de dezembro de 2011

Carta das Profundezas - Parte 8



Caro Aprendiz Uxe,
Parabéns! Não sei como você conseguiu, mas é magnifico ver como o coração de seu paciente está triste. São tantas mágoas e sentimentos malignos que fica muito difícil para qualquer pessoa ter fé no INIMIGO!
O melhor de tido isso é que agora você pode trabalhar no orgulho dele – o famoso orgulho em que todos nós caímos. O seu orgulho não vai permitir que ele se livre desses sentimentos e acabará por conduzi-lo à solidão. Inclusive, este é um dos primeiros sinais de que uma pessoa não está bem espiritualmente! Imediatamente, ele vai sentir vontade de se distanciar das outras pessoas. Que bobagem!
Esses seres humanos são tão ignorantes! Como pode alguém pensar que distanciar-se dos outros seja a solução para os seus problemas! Isso me intriga, mas ao mesmo tempo é maravilhoso! Desta forma, podemos trabalhar sem sermos interrompidos.
O seu paciente ainda pensa que a sua fé está intacta. Ele pensa que o problema está nas outras pessoas e não nele, e é isso que você deve fazê-lo pensar sempre. A sua ida À igreja tem sido inútil, pois eu e você sabemos muito bem que ninguém pode encontrar o INIMIGO se continuar agindo assim. Ele estará apenas perdendo o seu tempo, achando que está fazendo tudo para manter a sua fé cristã. Que estúpido!
Eu gosto tanto quando eles complicam as coisas! Isso não facilita o nosso trabalho? Fico tão satisfeito quando olho para aquelas pessoas que pensam que estão tendo uma conversa íntima com o INIMIGO, quando na verdade, os seus corações cheios de mágoa e ressentimentos não permitem que suas orações sejam ouvidas. Eu geralmente sento ao lado deles na igreja com a finalidade de piorar as coisas, mostrando-lhes apenas os erros das outras pessoas. É tão divertido.
Em bem pouco tempo, eles acham que são bons demais para frequentarem a igreja. Então, tudo o que teremos que fazer será impedi-los de ver os problemas que começarem a surgir – eles devem sempre pensar que problemas vêm para todos. Depois, aumentaremos os problemas aos poucos, de maneira bem sutil, para que ele não desperte do sono espiritual em que se encontra. É extremamente importante que o mantenhamos envolvidos por suas emoções para que a sua fé adormeça e se torne inoperante.
Devo confessar que melhorou bastante. Se continuar assim, o seu paciente será seu para sempre!
Atenciosamente,
Apolion,
Chefe de Legião
(Baseado no Livro “Screwtape Letters” por C.S. Lewis)
Continua...

sábado, 17 de dezembro de 2011

Carta das Profundezas - Parte 7



Caro Aprendiz Uxe,
Teve uma coisa que eu me esqueci de lhe dizer na última carta que lhe escrevi – espero que não seja tarde demais para fazê-lo. Uma vez que os pacientes começam a usar a sua força interior ( que eles chamam de “fé”), enganá-los torna-se cada vez mais difícil. Contudo, há certas coisas que podem nos garantir vantagem sobre eles; Como por exemplo, o pecado.
Estes pequenos vermes, embora cheios de falhas, detestam pecar. Você pode observar isso até mesmo naqueles que estão seguros em nossas mãos. Isto se deve à chamada consciência, a qual pode incomodá-los bastante se não estiver limpa. Como você já deve suspeitar, ela foi criada por ELE, o INIMIGO, com a finalidade de ajuda-los a distinguir entre o que é bom e o que é ruim para eles.
Aparentemente, ela só nos deixa em desvantagem, mas eu já tive o prazer de usá-la em meus próprios pacientes muitas vezes e obtive excelentes resultados. Tenho orgulho em dizer que alguns deles estão queimando no inferno neste exato momento. Não se preocupe. Hoje você é um aprendiz, mas se fizer como estou lhe ensinado, um dia você vai se orgulhar dos seus feitos como eu.
O segredo se esconde exatamente num lugar do espírito humano chamado “consciência”. Se você conseguir convencer o seu paciente a fazer algo de que ele vai se arrepender pelo resto de sua vida, então a consciência dele irá trabalhar em seu favor. Veja que, embora o INIMIGO tente incansavelmente salvar os seres humanos dos seus próprios pecados, dando-lhes a oportunidade de começar de novo, ainda assim eles continuam achando que é impossível. Este é o peso que a consciência deles carrega por nós.
O INIMIGO tem feito tudo o que ELE pode para dar a essas criaturas repugnantes para que elas venham ter um novo começo – e permita-me dizer, não sei o porquê de tanto zelo. Os seres humanos simplesmente não conseguem acreditar que o perdão pode apagar os seus erros do passado. É como se o passado estivesse sempre presente , pois eles se lembram dos seus erros todos os dias, a toda hora, a todo minuto – eles simplesmente não conseguem esquecer.
Em outras palavras, você pode facilmente levar o seu paciente a ter uma consciência impura e então bombardeá-lo com pensamentos maus, tais como: “você jamais será perdoado”, “você decepcionou o INIMIGO, portanto você nunca mais será o mesmo”, “você não serve para ser cristão”, você não merece a vida, muito menos a vida em abundancia”, e ainda, “é melhor desistir de viver se você não consegue mais suportar...”, “acabe com sua vida de uma vez por todas e esse sofrimento vai chegar ao fim”.
Devo dizer que essa tática não funciona logo nas primeiras tentativas. Você tem que continuar tentando, como uma mosca querendo pousar na orelha de um cão. Depois de algum tempo, o cão acaba aceitando. É exatamente assim que a tática funciona!
Atenciosamente,
Apolion,
Chefe de Legião
(Baseado no Livro “Screwtape Letters” por C.S. Lewis)
Continua...

Carta das Profundezas - Parte 6


Caro Aprendiz Uxe,
Devo admitir que não estou muito surpreso com que os meus colegas me contaram a respeito do súbito interesse de seu paciente pela a igreja que sua esposa frequenta. Eu não lhe disse para mantê-lo ocupado a todo instante? E quando àquela colega de trabalho? Por que foi que tudo o que vínhamos planejando deu errado de repente? Você tem feito como eu lhe ensinei? Se você disser que sim, você é um mentiroso! (Como já era de se esperar!).
Você acha que ainda tem tempo, não é? Pois eu digo que agora é hora de causar mudanças drásticas na vida dele. Ele começou a frequentar a igreja e agora está todo excitado como que tem aprendido por lá – como se nos importássemos muito com isso! De qualquer forma, você tem que dar a ele uma promoção de trabalho e fazer com que isso pareça uma “benção”; ele vai até querer dar testemunho. Mal sabe ele que esta promoção vai, na verdade afastá-lo da Igreja. Certifique-se de que a demanda seja grande em sua nova posição – por exemplo, que tenha que trabalhar por longas horas, tenha que fazer hora extra, e assim por diante. O segredo é mantê-lo no trabalho e ocupado, pois assim ele vai pensar que ainda pode cuidar da sua fé quando chegar em casa.
Tudo isso é culpa da esposa dele e eu espero que você tenha consciência disso! Ela tem orado por ele todo esse tempo. Como eu já havia dito a você em cartas anteriores, a resposta às orações dela viriam mais cedo ou mais tarde, mas nós ainda poderíamos trabalhar para atrasar a resposta. Eu acho que você não trabalhou como eu esperava. Eu já levei o caso ao conhecimento do nosso Pai nas Profundezas e se eu fosse você, eu ficaria com medo – muito medo!
De qualquer forma, nós sabemos que não podemos tocá-la. Tenho certeza de que você já deve ter tentado. Contudo, ainda podemos trabalhar à sua volta. Podemos, por exemplo, causar uma doença repentina na irmã dela ou fazer com que suspeite que seu marido tenha um caso com tal colega de trabalho. Você pode até fazer com que um dia ela lhes faça uma vista entre o “santo” casalzinho. Veja também o que você pode fazer com relação aos colegas de trabalho dele. Tenho certeza de que existem alguns deles que você pode usar para irritá-la. Há também a questão dos filhos. Você nunca me falou o porquê eles ainda não têm filhos. Certamente deve haver uma maneira de atuarmos nessa área também.
Uxe, agora você tem que jogar sujo. Caso contrário, você vai acabar perdendo o seu paciente. Sinto muito, mas o resultado do seu trabalho tem sido alvo de muita chacota por aqui. Acho que vou até pedir ao chefe que me dê outro aluno, pois não posso ter meu nome associado a este fracasso – isso só destruiria minha reputação como mentor.
Atenciosamente,
Apolion,
Chefe de Legião
(Baseado no Livro “Screwtape Letters” por C.S. Lewis)
Continua...

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Carta das Profundezas - Parte 5



Caro Aprendiz Uxe,
Fiquei muito feliz em saber que seu paciente fez novos amigos no escritório. Ele podem lhe ajudar muito, especialmente se você trabalhar em parceria com Pere. Eu ouvi dizer que ele tem se divertido bastante com as conversas desses novos amigos. As amizades tem o poder de mudar as pessoas em vários aspectos. Elas podem levar as pessoas a fazer coisas boas e também ruins. Por exemplo, observe como seu paciente muda de comportamento quando está com os amigos. No momento em que eles contam uma piada de mau gosto ou fazem um comentário maldoso, ele não pensa duas vezes antes de agir de maneira cordata e simpática. Eu tenho que lhes parabenizar por isso, pois você trabalhou na mente dele de tal forma que, agora, ele pensa que precisa ser como eles para que então eles desejem ter a mesma fé que ele tem no INIMIGO. Boa jogada!
Dentre todos os amigos dele, a mulher é a que eu mais admiro. Ela é apaixonada por ele, mas mantém-se discreta. Obviamente, sei de todos esses detalhes porque Pere sempre me informa sobre tudo o que se passa entre eles. Ele conseguiu, com grande sucesso, fazer com que ela cobiçasse e agora é só você e Pere trabalharem juntos para que ela finalmente tenha o que deseja e, desta forma, destruírem o casamento e neutralizarem a fé dele.
Você pode fazer isso enquanto se utiliza da mesma tática pela qual lhe parabenizei anteriormente. A esposa de seu paciente tem feito Correntes de Oração e por isso não podemos usá-la, mas isso não nos impede de trabalhar nele, uma vez que ele não tem ido à igreja com tanta frequência devido a tanto trabalho e aos amigos que tem feito ultimamente, além do mais, ele ainda está frequentando aquela igreja que, como todos nós sabemos, não nos incomoda muito. O nosso problema é a esposa dele – as orações dela certamente serão respondidas, por isso precisamos retardá-las o máximo que pudermos para que ela desista no meio do caminho e nunca receba a resposta.
Voltando à tática, você pode começar a chamar a atenção dele para aquela mulher, fazendo-o notar a sua depressão constante e os problemas que tem enfrentado na sua vida sentimental. Ela vai sentir pena dela e vai quere ajuda-la. É exatamente em momentos como esse que uma faísca pode causar um incêndio! Ela está carente, enquanto ele se mantém solitário – ambos a um passo de caírem no pecado. Ela, na verdade, quer o pecado, enquanto ele... Bem, ele não quer ainda; contudo, ele é homem, e quando a tentação for forte demais, ele não resistirá.
Se você conseguir fazê-lo cometer adultério, então poderá dizer que já conquistou setenta por cento do seu objetivo! O ser humano pensa que precisa ser perfeito para ter fé no INIMIGO, e quando alguma coisa terrível acontece com a finalidade de sujar a sua consciência , já é motivo suficiente para que ele pendure as chuteiras e abandone o INIMIGO. Os humanos não conseguem entender que tudo o que ELE quer deles é que se arrependam - o que é excelente para nós, pois tudo o que precisamos fazer é lembra-los de como devem estar longe do INIMIGO e de que nunca serão perdoados e aceitos novamente por ELE.
Atenciosamente,
Apolion,
Chefe de Legião
(Baseado no Livro “Screwtape Letters” por C.S. Lewis)
Continua...

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011



Caro Aprendiz Uxe,



Caro Aprendiz Uxe,
Será que você compreende mesmo o porquê de seu paciente hesitar tanto diante de tudo o que você lhe oferece? Vejamos.
Nós queremos um gado que se torne em alimento; o INIMIGO quer que seus servos se tornem em filhos. Nós queremos usurpar; ELE quer dar. Nós somos vazios e queremos ser cheios; ELE é transbordante. Nós lutamos por um mundo onde o nosso Pai nas Profundezas tenha controle de tudo e de todos; o INIMIGO deseja um mundo onde as pessoas estejam unidas a ELE, sem, contudo, perderem a sua identidade.
Nós devemos encarar o fato de que toda essa conversa sobre o amor do INIMIGO pela humanidade, e de que o serviço a ELE é feito com total liberdade, não é, como muitos pensam, apenas uma ideologia, e sim uma verdade assustadora. ELE verdadeiramente deseja encher o mundo com essas desagradáveis e insignificantes réplicas de Si mesmo – criaturas cujas vidas serão, nas devidas proporções, iguais a vida DELE, não porque ELE os controle como marionetes, mas porque o desejo delas está de acordo com a Sua vontade.
Agora você pode entender o forte argumento deles; até porque, tudo está escrito para conve4ncimento daqueles que vierem a duvidar. Embora nos esforcemos para diminuir o verdadeiro valor de Sua Palavra, estes pequenos vermes trazem dentro de si uma certeza que é extremamente difícil de se remover. Embora não façam uso constante dessas convicções, ela permanece ali. E quando eles se encontram em uma situação em que são forçados a usá-la, é aí então que perdemos todos os nossos argumentos.
Isso nos mostra que não adiante criarmos argumentos para convencê-los - a verdade é que nossos argumentos são insignificantes diante dos argumentos do INIMIGO. Por isso, pare de apresentar argumentos ao seu paciente e comece a distraí-lo para que ele se desvie totalmente da verdade. Faça com que as coisas a sua volta chamem a sua atenção ao ponto de não lhe deixarem tempo algum para pensar ou usar a razão.
Você pode usar os programas de televisão... Faça-o ficar preso a eles – isso poderá até lhe proporcionar algumas horas de descanso! Arranje-lhe alguns amigos que possam gastar o pouco tempo que lhe resta e assim ele nem consiga pensar no INIMIGO. Você disse que alguns de seus colegas de trabalho tem lhe causado problemas por causa da sua fé. Porque você não reverte a situação e não faz com que esses colegas finjam-se de interessados? Você também pode lhe arranjar uma bela jovem – quem sabe não conseguimos fazer com que ele cometa adultério? A esposa dele certamente não tem animo para festas, uma vez que ultimamente ela tem buscado estabelecer um compromisso sério como o INIMIGO naquela Igreja que tanto odiamos. Podemos aproveitar quando ela estiver na Igreja para pegá-lo desprevenido!
Lembre-se: uma vida ocupada é uma das nossas melhores armas – use e abuse dela!
Atenciosamente,
Apolion,
Chefe de Legião
(Baseado no Livro “Screwtape Letters” por C.S. Lewis)
Continua...

sábado, 10 de dezembro de 2011

Carta das Profundezas - Parte 3




Caro Aprendiz Uxe,
Então quer dizer que você tem esperanças de que a fase religiosa de seu paciente esteja chegando ao fim, não é mesmo? Onde foi que você estudou Uxe? Acho que tenho sérias reclamações para fazer ao nosso Pai nas Profundezas sobre a sua antiga escola! Será que ninguém te ensinou sobre a Lei da Oscilação?
O homem é um anfíbio – ele é metade espírito e metade animal. Na condição de espírito, ele pertence ao mundo eterno; mas como animal, ele obedece aos limites de tempo e espaço. Isto quer dizer que, enquanto o espírito pode visualizar o que é eterno, o seu corpo, as suas paixões e a sua indignação estão em constante oscilação, pois estão sujeitas ao que é terreno. O estado mais estável que ele consegue alcançar é o estado de oscilação – como o minunciosamente, teria percebido esta oscilação em todas as áreas de sua vida – no seu interesse pelo seu trabalho, na afeição pela esposa e pelos amigos, nas suas necessidades físicas, etc. Veria que todas têm seus altos e baixos.
Ele já ouviu falar sobre muitos escândalos – o que é até bom, pois estes podem facilmente levar uma pessoa a abandonar de uma vez por todas essa insensatez chamada fé. Contudo, ainda não está bem claro se esta é ou não a situação de seu paciente. A esposa dele não concorda que ele vá a igreja, mas mesmo assim, está começando a sentir vontade de acompanha-lo – especialmente depois dos escândalos que eles ouviram e que a deixaram ainda mais curiosa – Isso definitivamente, não é bom.
Bem, a esposa está prestes a dar um passo em direção ao INIMIGO e ele. Por sua vez, está frustrado com a igreja que frequenta. Isso não indica, de forma alguma, que ele esteja perdendo a sua fé. Muito pelo contrário, é exatamente agora que corremos o risco de que ele seja levado para aquela IGREJA que tanto odiamos – onde todas as nossas obras em todo o mundo são reveladas de forma tão explícita.
Deixe de ser ingênuo, Uxe. É hora de despertas e enxergar o que está se passando à sua volta! A situação não está nada boa! Se você não criar algo para distraí-lo, este “deserto” pelo qual seu paciente está passando acabará beneficiando o INIMIGO. Lembre-se de alguns dos servos favoritos do INIMIGO e de como tiveram que caminhar lentamente para que um dia pudessem finalmente encontra-Lo em suas vidas e nunca mais serem os mesmos.
Lembro-me de um paciente que costuma dizer que odiava tudo o se relacionava ao INIMIGO. Ele considerava todas as igrejas como um meio encontrado pelos homens para manipular as outras pessoas e eu me orgulhava quando ele os rejeitava. Até que um dia ele foi levado ás pressas para o hospital com um tumor no cérebro. Eu mesmo coloquei aquele tumor lá. Afinal de contas, a vida dele era muito fácil e eu já não me divertia tanto. Mas foi exatamente a minha obra na vida dele que o levou par o INIMIGO. Os médicos lhe deram apenas seis meses de vida e isso foi o bastante para que ele começasse a pensar na vida eterna. Bastou apenas uma única visita daquelas pessoas insignificantes da Igreja para que ele fosse salvo, e pior, curado. Hoje, ele trabalha para o INIMIGO.
Você precisa encontrar uma maneira de distrair o seu paciente para que ele não pense no INIMIGO no momento de decidir guardar ou não sua fé depois de tudo o que tem passado na igreja que frequenta.
Atenciosamente,
Apolion,
Chefe de Legião
(Baseado no Livro “Screwtape Letters” por C.S. Lewis)
Continua...

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

      Carta das Profundezas - Parte 2


Caro Aprendiz Uxe,
Fiquei muito feliz em saber que a mãe de seu paciente foi hospitalizada no final da semana passada. Nós queremos que ele duvide totalmente da eficácia de suas orações por ela. Por isso, certifique-se de que Lumulo, seu parceiro, piore o estado de saúde dela para que a fé dele seja abalada.
Não há nada como o suspense e a ansiedade para atormentar a mente humana. Essa é a oportunidade que você esperava, então aproveite enquanto todas essas preocupações com o estado de saúde de sua mãe estão minando a fé de seu paciente. Contudo, é importante lembrar que, se ele resistir a essas dúvidas, você terá que encarar o fato de que suas orações serão respondidas cedo ou tarde; e, se isso acontecer, a mãe dele também vai desejar se converter.
O INIMIGO quer que os seres humanos confiem nas atitudes que tomam e o nosso trabalho é exatamente o de desviar os seus pensamentos para as coisas que podem lhes acontecer no futuro. Uma vez que seu paciente se concentre naquilo que poderá ou não acontecer com ele, com sua família e sua mãe, a sua fé estará anulada. É engraçado como esses seres terrenos gostam de se intrometer em assuntos que estão fora de seu entendimento e alcance, tais como o futuro e o passado. Eles não compreendem que o passado já era, e que o futuro deles depende das ações que eles tomam no presente.
Alguns maridos cobiçam outras mulheres pensando apenas naquilo que um dia poderia acontecer entre eles. Não se dão conta, porém, de que estão armando uma grande cilada para eles mesmos no futuro. A qualquer momento a sua cobiça se tornará realidade e eles acabarão cometendo o adultério que tanto desejaram; tudo isso para finalmente descobrirem que não foi tão bom como esperavam e, ainda pior, que destruíram o seu casamento e a sua família definitivamente.
Quando tiramos a atenção deles das coisas do presente, esses vermes caem exatamente nos buracos que preparamos para eles. Em outras palavras, com um pouco da nossa ajuda, as atitudes que tomam hoje resultam em um futuro problemático para eles. É por isso que eu lhe digo: tire vantagem dessa situação – trabalhe em conjunto com o Lumulo para que a mãe de seu paciente fique cada vez mais doente e ele comece a duvidar de que um dia suas orações serão respondidas.
O INIMIGO sempre trabalha com o presente, usando a fé como arma para fazer com que o futuro traga a benção esperada. Ele está ciente de que manipulamos a fé das pessoas continuamente e, por esse motivo, Ele sempre usa os Seus servos inúteis para encorajar as pessoas a usarem a fé. Inclusive, essa é uma estratégia para manipular as dúvidas de seu paciente: afaste-o da igreja e dos servos do INIMIGO. Mantenha-o distraído com os seus muitos problemas, de maneira que não tenha tempo para ir à igreja.
Aliás, é extremamente importante para nós que nossos pacientes estejam cada vez mais distantes da luz. Todos nós sabemos que a solidão leva à fraqueza; por isso, cuide para que esta seja a condição de seu paciente daqui para frente.
Atenciosamente,
Apolion,
Chefe de Legião
(Baseado no Livro “Screwtape Letters” por C.S. Lewis)
Continua...

Videos

Loading...
Ocorreu um erro neste gadget

PREVISÃO DO TEMPO