sábado, 17 de dezembro de 2011

Carta das Profundezas - Parte 6


Caro Aprendiz Uxe,
Devo admitir que não estou muito surpreso com que os meus colegas me contaram a respeito do súbito interesse de seu paciente pela a igreja que sua esposa frequenta. Eu não lhe disse para mantê-lo ocupado a todo instante? E quando àquela colega de trabalho? Por que foi que tudo o que vínhamos planejando deu errado de repente? Você tem feito como eu lhe ensinei? Se você disser que sim, você é um mentiroso! (Como já era de se esperar!).
Você acha que ainda tem tempo, não é? Pois eu digo que agora é hora de causar mudanças drásticas na vida dele. Ele começou a frequentar a igreja e agora está todo excitado como que tem aprendido por lá – como se nos importássemos muito com isso! De qualquer forma, você tem que dar a ele uma promoção de trabalho e fazer com que isso pareça uma “benção”; ele vai até querer dar testemunho. Mal sabe ele que esta promoção vai, na verdade afastá-lo da Igreja. Certifique-se de que a demanda seja grande em sua nova posição – por exemplo, que tenha que trabalhar por longas horas, tenha que fazer hora extra, e assim por diante. O segredo é mantê-lo no trabalho e ocupado, pois assim ele vai pensar que ainda pode cuidar da sua fé quando chegar em casa.
Tudo isso é culpa da esposa dele e eu espero que você tenha consciência disso! Ela tem orado por ele todo esse tempo. Como eu já havia dito a você em cartas anteriores, a resposta às orações dela viriam mais cedo ou mais tarde, mas nós ainda poderíamos trabalhar para atrasar a resposta. Eu acho que você não trabalhou como eu esperava. Eu já levei o caso ao conhecimento do nosso Pai nas Profundezas e se eu fosse você, eu ficaria com medo – muito medo!
De qualquer forma, nós sabemos que não podemos tocá-la. Tenho certeza de que você já deve ter tentado. Contudo, ainda podemos trabalhar à sua volta. Podemos, por exemplo, causar uma doença repentina na irmã dela ou fazer com que suspeite que seu marido tenha um caso com tal colega de trabalho. Você pode até fazer com que um dia ela lhes faça uma vista entre o “santo” casalzinho. Veja também o que você pode fazer com relação aos colegas de trabalho dele. Tenho certeza de que existem alguns deles que você pode usar para irritá-la. Há também a questão dos filhos. Você nunca me falou o porquê eles ainda não têm filhos. Certamente deve haver uma maneira de atuarmos nessa área também.
Uxe, agora você tem que jogar sujo. Caso contrário, você vai acabar perdendo o seu paciente. Sinto muito, mas o resultado do seu trabalho tem sido alvo de muita chacota por aqui. Acho que vou até pedir ao chefe que me dê outro aluno, pois não posso ter meu nome associado a este fracasso – isso só destruiria minha reputação como mentor.
Atenciosamente,
Apolion,
Chefe de Legião
(Baseado no Livro “Screwtape Letters” por C.S. Lewis)
Continua...

Nenhum comentário:

Videos

Loading...
Ocorreu um erro neste gadget

PREVISÃO DO TEMPO