sábado, 10 de dezembro de 2011

Carta das Profundezas - Parte 3




Caro Aprendiz Uxe,
Então quer dizer que você tem esperanças de que a fase religiosa de seu paciente esteja chegando ao fim, não é mesmo? Onde foi que você estudou Uxe? Acho que tenho sérias reclamações para fazer ao nosso Pai nas Profundezas sobre a sua antiga escola! Será que ninguém te ensinou sobre a Lei da Oscilação?
O homem é um anfíbio – ele é metade espírito e metade animal. Na condição de espírito, ele pertence ao mundo eterno; mas como animal, ele obedece aos limites de tempo e espaço. Isto quer dizer que, enquanto o espírito pode visualizar o que é eterno, o seu corpo, as suas paixões e a sua indignação estão em constante oscilação, pois estão sujeitas ao que é terreno. O estado mais estável que ele consegue alcançar é o estado de oscilação – como o minunciosamente, teria percebido esta oscilação em todas as áreas de sua vida – no seu interesse pelo seu trabalho, na afeição pela esposa e pelos amigos, nas suas necessidades físicas, etc. Veria que todas têm seus altos e baixos.
Ele já ouviu falar sobre muitos escândalos – o que é até bom, pois estes podem facilmente levar uma pessoa a abandonar de uma vez por todas essa insensatez chamada fé. Contudo, ainda não está bem claro se esta é ou não a situação de seu paciente. A esposa dele não concorda que ele vá a igreja, mas mesmo assim, está começando a sentir vontade de acompanha-lo – especialmente depois dos escândalos que eles ouviram e que a deixaram ainda mais curiosa – Isso definitivamente, não é bom.
Bem, a esposa está prestes a dar um passo em direção ao INIMIGO e ele. Por sua vez, está frustrado com a igreja que frequenta. Isso não indica, de forma alguma, que ele esteja perdendo a sua fé. Muito pelo contrário, é exatamente agora que corremos o risco de que ele seja levado para aquela IGREJA que tanto odiamos – onde todas as nossas obras em todo o mundo são reveladas de forma tão explícita.
Deixe de ser ingênuo, Uxe. É hora de despertas e enxergar o que está se passando à sua volta! A situação não está nada boa! Se você não criar algo para distraí-lo, este “deserto” pelo qual seu paciente está passando acabará beneficiando o INIMIGO. Lembre-se de alguns dos servos favoritos do INIMIGO e de como tiveram que caminhar lentamente para que um dia pudessem finalmente encontra-Lo em suas vidas e nunca mais serem os mesmos.
Lembro-me de um paciente que costuma dizer que odiava tudo o se relacionava ao INIMIGO. Ele considerava todas as igrejas como um meio encontrado pelos homens para manipular as outras pessoas e eu me orgulhava quando ele os rejeitava. Até que um dia ele foi levado ás pressas para o hospital com um tumor no cérebro. Eu mesmo coloquei aquele tumor lá. Afinal de contas, a vida dele era muito fácil e eu já não me divertia tanto. Mas foi exatamente a minha obra na vida dele que o levou par o INIMIGO. Os médicos lhe deram apenas seis meses de vida e isso foi o bastante para que ele começasse a pensar na vida eterna. Bastou apenas uma única visita daquelas pessoas insignificantes da Igreja para que ele fosse salvo, e pior, curado. Hoje, ele trabalha para o INIMIGO.
Você precisa encontrar uma maneira de distrair o seu paciente para que ele não pense no INIMIGO no momento de decidir guardar ou não sua fé depois de tudo o que tem passado na igreja que frequenta.
Atenciosamente,
Apolion,
Chefe de Legião
(Baseado no Livro “Screwtape Letters” por C.S. Lewis)
Continua...

Nenhum comentário:

Videos

Loading...
Ocorreu um erro neste gadget

PREVISÃO DO TEMPO