sábado, 3 de dezembro de 2011

Carta das Profundezas - Parte 1



Caro Aprendiz Uxe,
Fiquei muito contente quando você me contou a respeito do relacionamento com o seu paciente e sua esposa. É momento de se tirar proveito desta situação! Observe que o INIMIGO estará trabalhando no coração dele, fazendo com que o seu comportamento esteja cada vez mais de acordo com os padrões da fé cristã – o que acabará sando percebido por sua esposa a qualquer momento. Você pode ser mais rápido. Entre em contato com a Girapomba, responsável pela esposa dele, e faça existir entre o casal constantes aborrecimentos diariamente. Esses dois métodos a seguir são muito úteis:
1 – Mantenha-o preocupado com si mesmo. Ele pensa que a conversão é algo que deve guardar para si; por isso, ele tem se preocupado de mais em obter informações do que propriamente mudança de atitudes. Estimule-o dar mais atenção àquelas responsabilidades espirituais mais avançadas do que as lições básicas a serem praticadas no dia-a-dia. Intensifique cada vez mais uma das mais úteis características do ser humano: a mania de ignorar e repudiar o óbvio. Você deve fazê-lo chegar ao ponto em que ele examinará a si mesmo e não conseguirá ver o que todos a sua volta (em casa e no trabalho) veem. Desta forma, ele não mudará, e, consequentemente, não chamará a atenção de ninguém para a sua nova fé.
2 – É impossível impedi-lo de orar por sua esposa, mas podemos fazer com que suas orações percam o valor. Certifique-se de que elas sejam sempre muito “espirituais” e que ele esteja sempre preocupado com o estado da alma e nunca com a depressão de sua esposa. Agindo assim você terá duas vantagens: Em primeiro lugar, a atenção dele estará voltada para os pecados dela – o que o deixará profundamente frustrado. Em segundo lugar, uma vez que a concepção dele a respeito da alma ainda é muito imatura e quase sempre errada, ele acabará orando por uma pessoa que ele idealizou em sua mente. A tarefa sua é fazer com que essa pessoa que ele idealizou pareça cada vez menos com a sua verdadeira esposa – aquela cuja língua é ferina logo no café da manhã. Eu mesmo já tive pacientes tão bem manipulados que , em questão de segundos, poderiam ir de uma oração fervorosa pela alma da pessoa amada a espancamentos e insultos – isso é muito gratificante...
Uma das melhores maneiras de perseguir uma pessoa é usar aqueles que ela ama. É isso que você deve fazer daqui pra frente. A esposa deve sentir ciúmes dele devido às suas constantes idas à igreja; ela deve se sentir insegura por ele querer fazer parte de um grupo na igreja; e, exatamente aborrecida no momento em que descobrir que ele aprendeu a dar ofertas e apresentar os seus dízimos. Trabalhe em conjunto com a Girapomba para que a casa dele se torne um pedacinho de nossa casa aqui nas profundezas, e muito em breve o seu paciente desistirá de sua fé e voltará a lhe pertencer.

Nenhum comentário:

Videos

Loading...
Ocorreu um erro neste gadget

PREVISÃO DO TEMPO