domingo, 1 de janeiro de 2012

O Testemunho - Parte 7

2:00 h da manhã,o envolvimento com a nova turma  foi tão grande,que nem vi a hora passar.Cheguei em casa as 2:30 e logo percebi todas as luzes de casa apagadas,apenas a luz da pequena janela da frente acesa,entrei em casa,a porta estava encostada com uma cadeira atrás,no banco ao lado estava sentada e dormindo,Maria José Oliveira Silva,minha mãe,com o impulso que dei na porta ela se acordou assustada e disse"Aonde você estava,você não é de chegar a essa hora menino?"disse ela.A resposta foi seca e direta"Na rua com meus "amigos"!!!.


A resposta mostrou o que estava dentro de mim,a partir daquela noite a minha mente mudou e as minhas atitudes também.Lembro que após 1 ano de convivência com as duas turmas,fez as duas turmas se unirem,ou seja,o que era ruim,ficou ainda pior. Tínhamos uma gangue enorme,que chamava-mos de função,nela havia,traficantes,assaltantes,matadores e laranjas(pessoas que vão no embalo das outras) e desses laranjas,um era eu.Na minha cabeça eu era "o cara",mais na cabeça do diabo,eu era um instrumento descartável,que estava sendo usado e que logo iria ser jogado no lixo.Considerado pelos "amigos" um cara firmeza,que não dava brecha e corria(andava) pelo certo e sem falhar,de todos era o mais tranquilo,mais a mesma mão que cumprimentava,também tinha coragem de matar,quase todos já tinham tido a experiencia de matar alguém,menos eu e alguns outros.Certo dia eu e a função de garotos,nos dirigimos a um bairro próximo ao nosso para "tirar uma onda"com os outros,isso era rotina nossa,alguém tinha que ser vítima nossa,quase sempre sobrava para o pessoal que vinha das cidades grandes,como São Paulo.
Viramos a rua deserta e logo avistamos um grupo de moças e rapazes,eram 3 garotas e 4 rapazes,ali  não era meu primeiro furto,eu já havia cometido outros anteriores,estava aparentemente tranquilo,desci da bicicleta acompanhado do bando e ordenamos que todo o grupo ficassem quietos"As garotas virem o rosto,os rapazes tirem os relógios e entreguem os celulares"essa foi a ordem dada para o grupo abordado.


Assalto rápido e fácil, saímos devagar como se nada tivesse acontecido,um celular,3 relógios e uma carteira com R$ 200,00 reais.Todos alegres e "felizes",eu mais ainda por ganhar um celular da turma e ser o primeiro a ter o celular no bando,o celular chamado"Star tack",o primeiro celular de Flip na época.Chegamos no nosso bairro com o peito cheio,éramos a sensação do momento,aquela noite tinha que acabar com chave de "ouro".Eu e Daniel(um dos amigos inseparáveis) decidimos ir embora,o bando resolveu comer algumas pizzas em uma das  lanchonetes mais famosas do bairro.


Mas aquela noite,não acabaria em pizza para mim e principalmente para o bando,estava reservado uma surpresa para gente,nessa surpresa não havia chave de ouro e nem muito menos algo saboroso...




CONTINUA...  

Nenhum comentário:

Videos

Loading...
Ocorreu um erro neste gadget

PREVISÃO DO TEMPO